terça-feira, 9 de agosto de 2011

São Pedro e Bruna Surfistinha


     Estava conversando com alguns colegas no intervalo da faculdade e, em um assunto que não lembro a origem, um dos colegas disse: "sim, inclusive eu vi isso no filme da Bruna Surfistinha". Então fiz uma cara parecida com a dos torcedores brasileiros quando o Mano Menezes anunciou que o Jadison seria titular no primeiro jogo contra o Paraguai. E ele me recriminou: "qual o problema com o filme da Bruna Surfistinha?".

     Sabendo que ele era religioso, fiz a segunda analogia:

     Imagine se um dia eu estiver entre a vida e a morte e parar na porta dos céus. Então, vou ver São Pedro e vou implorar que me deixe apenas mais alguns anos na Terra: "tio de branco, por favor!!!! Deixa eu voltar!!!! Só mais alguns anos. A vida é tão boa e eu gosto tanto de lá". Ai, ele puxaria um longo e extenso pergaminho contendo toda a minha "ficha" terrestre. Cabisbaixo, lendo a ficha com um óculos de leitura equilibrado na ponta do seu narigão santo, ele me olharia por cima dos óculos e diria: "ahhh, o que temos aqui... ...vejo na sua ficha que você usou duas horas da sua vida terrestre assistindo filme da Bruna Surfistinha. hein??? Também percebi que há várias horas de Domingão do Faustão, Zorra Total e leitura de livros de autoajuda! Muito bonito né! Desperdiçando a sua vida e agora pedindo mais tempo para mim. Nada feito! Pode subir."

     Não sou religioso e tão pouco acredito que isso ficaria registrado na minha ficha de horas, mas antes que eu precise pedir mais tempo de vida, prefiro aproveitar melhor as horinhas que estão sob o meu domínio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário