segunda-feira, 12 de setembro de 2011

11 de setembro: para alguns, os EUA não são as vítimas

   

    Que o 11 de setembro representa a irracionalidade a bordo de aviões destruindo prédios, essa visão é unânime nas américas, porém, para os Chilenos, os EUA não são as vítimas, mas sim os responsáveis.

     No dia 11 de setembro de 1973, o Chile sofria um golpe militar para empossar o então general do exercito chileno Augusto Pinochet. Um golpe conhecido pela brutal violência com a qual foi executado. E sabem como isso foi feito? Para evitar o golpe militar, o presidente chileno, eleito por voto popular, Salvador Allende, e todos os seus ministros, se refugiaram no Palácio de La Moneda. Em uma manobra surpreendente violenta, aviões bombardearam o prédio matando todos que estavam lá dentro. Sim, todos!!! O local ficou em ruínas. E sabem quem liderou o golpe? Pilotos norte-americanos, que vieram ao Chile na Operação UNITAS, sob o pretexto de encenar um circo aéreo dia 18 de setembro, dia da Independência Nacional. A operação UNITAS era apenas mais uma operação norte-americana durante a guerra fria com o intuito de implementar ditadura nos países vizinhos e evitar que estes pudessem pender ao apelo comunista.

     Exatamente isso. Parece uma ironia do destino dizer que, em um 11 de setembro, aviões pilotados por norte-americanos bombardearam o símbolo da democracia de um país. Uma ação que resultou na morte de todos que ali estavam e daria inicio a um governo responsável pelo desaparecimento de mais 50.000 pessoas.

     Pois é, enquanto os EUA lembram desta data com a tristeza de ter perdido pouco mais de 3.000 pessoas, o Chile lamenta a morte de mais de 50.000. Além da data em comum, EUA e Chile testemunharam a irracionalidade e a covardia de ideologias irracionais.

6 comentários:

  1. "Estou impressionado por haver tamanha incompreensão do que é o nosso país e por ver que pessoas possam nos detestar. Eu sou... Eu sou como a maior parte dos americanos, não posso acreditar, pois sei que somos bons"
    Georges W Bush

    ResponderExcluir
  2. Conhece uma firma chamada Carlyle Group?

    Trata-se de uma empresa de investimentos privados em diferentes áreas de investimentos em todo o mundo. Dentre essas áreas de investimento, destacam-se a industria de armas, telecomunicações e laboratórios farmacêuticos.

    Entre os principais comandos da Carlyle Group, estão os nomes: Georges Bush, John Major e James Baker.

    Logo após os atentados de 11 de setembro de 2011, com o início da guerra, o congresso americano vota um solicitação orçamentário do exército americano para construir um novo tanque de guerra chamado Crusader. O fabricante deste tanque é uma empresa chamada United Defense Industries, Inc, empresa esta que faz parte do grupo Carlyle.

    Coincidência?

    Apenas para jogar mais lenha na fogueira, em 2003, o Grupo Carlyle "ganhou" um contrato de 1 bilhão de dólares para reconstruir o iraque e cabul, a capitãl do afeganistão. Sabe o que o grupo carlyle fez em primeiro lugar? comprou uma fábrica de carros. por que? em 2001, havia no afeganistão inteiro um pouco menos de 100.000 carros. Hoje, estima-se que há mais de 1.000.000 somente na capital cabul.

    quer fontes? pesquise 10 minutos no google, vai encontrar muita merda, mas....

    ResponderExcluir
  3. Pois é,a frase do Bush é incrivel e absolutamente correta para quem não conhece nada de história. Por isso que eu insisto: diversifique suas fontes! Não vi nenhum veículo da imprensa falar do 11 de setembro Chileno e deficilmente veremos alguma explicando o motivo.

    Sobre o Iraque, sem comentários. A Exxon Mobil também foi uma das empresas americanas que "ajudou" o Iraque, fazendo com eles um contrato de garantia de compra de petróleo (http://br.ibtimes.com/articles/9673/20091105/exxonmobil-ganha-contrato-de-50bi-para-explorar-leo-no-iraque.htm)

    ResponderExcluir
  4. Seja como for , o nosso ¨11 de setembro¨ são todos os dias , e a agressão vem por parte de nossos governantes. somos bombardeados de todas as formas possiveis ,sem um minimo poder de reação. somos enganados constantemente pelo PIG(partido da imprensa golpista)que querem que so tomemos conhecimento das coisas que acontecem la fora. o que se mostra sobre roubos , falcatruas, não é nem a ponta do iceberg do que realmente acontece em nosso pais.

    Os estados unidos sempre criou seus mostros.
    sempre financiou guerras pensando em seu beneficio próprio. o caso do chile é apenas mais um caso.

    Os EUA nunca foram em uganda derrubar o déspota Id Amin dada. apesar de sabedor de toda sorte de atrocidade que acontecia la. isso porque não era convêniente para eles .

    Abraços , Júnior !
    volto depois , a discussão esta ótima.
    adoro esse tipo de conversa.

    ResponderExcluir
  5. Sabe, Moises, eu também pensavam assim. Ai, um dia eu percebi que era eu quem ligava a TV, comprava o jornal e votava nas eleições. quando percebi isso, me dei por conta do poder que tinha. Percebi que posso ler vários jornais e entender quais estão falando a verdade e quais carregam um caminhão de interesse, assim como estudar os políticos antes das eleições e votar nas pessoas certas.

    Cada um precisa defender seu interesse e as empresas de mídia, de entertenimento e de publicidade não são diferentes. Todo mundo concorda que programas falando dos malefícios da alimentação ruim e como ter uma vida saudável dão ibope. Então por que a Globo não tem NENHUM dedicado a isso? Vamos pensar juntos: qual o objetivo de se ter Ibope? Ter mais pessoas assistindo TV para vender mais caro os intervalos. E quem paga esses intervalos? Mcdonald, Burger King, Coca Cola, Skol, etc... Como eles vão patrocinar um programa que fala justamente para não consumir estes produtos? E quem está errado nisso? Ninguém! Cada empresa tem o direito de defender o seu negócio, cabe a nós não sermos "dementes" e marcharmos para o shopping como zumbis querendo encher o nosso corpo de gordura só por que vimos isso na TV!

    Sobre os EUA, por favor. O cara precisa ser retardado para acreditar nesse papo de "guerra ao terror" ou não conseguir ligar os fatos. É exatamente como você disse. Se o interesse é derrubar governos autoritários, que comecem por Angola, na qual o presidente José Eduardo dos Santos está no poder desde 1979! O problema é que lá não tem petróleo nem outra matriz energética que valia o esforço.

    Hoje, os livros descrevem abertamente que as cruzadas foram guerras de expansão territorial, mas, na época, eram "guerras santas". Espero que não demore tanto tempo para essa "guerra ao terror" ter seus reais propósitos expostos em livros.

    Abraço, Moisés.
    Júnior Alves

    ResponderExcluir
  6. Exato,Júnior !
    imprensa altruista não existe.
    existe, sim, um interesse mórbido para que o sistema não mude. o mundo é capitalista.cada um defende seus interesses da forma que lhe é conveniente. infelizmente um povo sem cultura é um povo incauto. vai estar sempre a mercê dos donos do poder.

    Abraços, Júnior!

    moisés poeta.

    ResponderExcluir